segunda-feira, 22 de maio de 2017

FESTA DE N. SRA. DAS GRAÇAS - DISTRINO DE NOVA MARACANÃ, FARO-PA

Foto: Arquivo

SANTARÉM-PA: SEMINÁRIO DA REDE ECLESIAL VAI DISCUTIR LUTAS SOCIAIS DOS POVOS DA AMAZÔNIA



A iniciativa visa contribuir para o intercâmbio e colaboração dos esforços em defesa da vida. Evento será de 22 a 24 de maio; confira a programação abaixo
A cidade de Santarém, no oeste do Pará, sedia de 22 a 24 de maio, o Seminário da Rede Eclesial Pan-Amazônica (Repam), sobre a encíclica do Papa Francisco Laudato Si (Louvado Seja, o Cuidado da Casa Comum). O evento busca servir na articulação das lutas sociais em defesa da vida e dos povos da Amazônia, com foco no futuro da região. O encontro abrange as Dioceses de Santarém e Óbidos, além da Prelazia de Itaituba.
O evento deve ocorrer em três momentos. Dois serão abertos ao público para discutir o papel das universidades na região e outro que será fechado e tem como principal objetivo a criação de uma Rede Eclesial no oeste do Pará, em defesa do território. A organização do encontro é de responsabilidade da Pastoral Social e Caritas da Diocese de Santarém.
Presenças
O evento terá a presença da secretária da Repam Brasil e assessora da Comissão Episcopal para a Amazônia, irmã Maria Irene Lopes, do coordenador Nacional das Pastorais Sociais, Frei Olavio Dotto - Ordem dos Frades Menores (OFM), da Coordenadora do Setor de Comunicação da Repam Brasil, Irmã Osnilda Lima, e da coordenadora dos Seminários Laudato Si, Izalene Tiene.
Programação aberta ao público
Segundo a coordenadora da Cáritas da Diocese de Santarém, Francely Brandão, o evento vai contar com dois momentos abertos ao público no campus Amazônia da Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa). O primeiro será na segunda-feira, a partir das 16h30 com o credenciamento dos participantes. O outro momento aberto vai será na terça-feira às 18h. A inscrição é gratuita e pode ser feita na hora. Serão disponibilizados certificados.
Ainda de acordo com Francely, a intenção dessa programação na Ufopa é para discutir qual o papel das universidades na região. “Estamos produzindo conhecimento para quem? A serviço de quem? Essa discussão não é somente para acadêmicos, mas para toda a população, movimentos sociais que queiram participar, dentre outros”, destacou.
Outra parte será para um público fechado das Dioceses de Santarém, Óbidos e Prelazia de Itaituba. As vagas estão todas preenchidas. “Será um momento que podemos fazer um levantamento da problemática, mas também das organizações e experiências positivas que estão acontecendo nesta região e por isso um seminário eclesial, como a igreja está acompanhando isso ou como precisa acompanhar essas discussões. Devemos sair com resultados positivos”, garantiu Francely.

Fonte: G1 Santarém

... E O “BARRACO” CONTINUA: EX-VOCALISTA DA XCALYPSO DETONA XIMBINHA NA WEB




A cantora Leya Emanuelly, ex-vocalista da banda XCalypso, se pronunciou pela primeira vez na quinta-feira (18), sobre a sua saída da banda do guitarrista Ximbinha
Em seu perfil na rede social Facebook, a cantora fez um texto e detonou o músico, causando ainda mais polêmica para o guitarrista que depois da separação de Joelma, teve duas vocalistas na banda que se demitiram em um curto período.
No texto de desabafo, a artista diz que não se sente ingrata, pois acredita que deu muito mais do que recebeu, e diz ainda que estava passando por dificuldades financeiras e de saúde.
"Quero dizer que no inicio a gratidão não cabia no peito, por estar trabalhando com o "Ximbinha" e com aquela equipe, era um sonho se tornando realidade, com certeza", e depois diz: "Me sentia mal, pois "vesti a camisa" de uma pessoa que posteriormente sem o mínimo de respeito se julgou no direito de me insultar, gritar, e fazer julgamentos com palavras baixas, denegrindo a minha imagem e meu caráter. A gratidão acabou ali. Nunca recebi um pedido de "Desculpas" em nenhuma das vezes que esse tipo de cena aconteceu. A algum tempo já vinha me sentindo "impotente" devido a essas e outras situações, que infelizmente já transpareciam no meu trabalho. Estou me tratando, pois tive crises de ansiedade constantes e não sabia o que estava acontecendo comigo... Tive problemas com insônia, tonturas, audição,vocal, ansiedade, depressão... Por isso vim para casa, para perto das pessoas que se preocupam comigo", disse a cantora em um trecho do texto.
Segundo a assessoria do guitarrista, Ximbinha não vai se proinunciar sobre o caso e em breve deverá emitir nota oficial sobre o fututro da banda.

Fonte/Fotos: Com informações do Portal do Holanda

VÍTIMAS DE QUEDA DE AVIÃO EM PARAUAPEBAS-PA SEGUEM INTERNADAS




As duas pessoas que estavam em um avião que caiu próximo ao bairro Ipiranga, em Parauapebas, sudeste paraense, na tarde do último domingo (21), seguem internadas sem previsão de alta.
Na aeronave estavam o médico Hipólito Reis, candidato a prefeito nas eleições passadas, e que estaria pilotando a aeronave. Ele estava acompanhado de outra pessoa, identificada Leonardo Godói, que seria cunhado de Reis. Pilotar era um hobby do médico aos finais de semana. Um vídeo registrou o momento do resgate, feito pelos próprios moradores:
Apesar da falta de previsão de alta, ambos passam bem e não correm risco de morte.

Fonte/Foto: DOL/Via WhatsApp

CENAS AMAZÔNICAS

Foto: Sandra Guerreiro - facebook

AGENDAÍ, FARO-PA! DE HOJE (22) A SEXTA (26)


CIÊNCIA E TECNOLOGIA: PESQUISADORES DESENVOLVEM ANTENA PARA FACILITAR TELECOMUNICAÇÕES NOS RIOS DA AMAZÔNIA




Aparelho estabiliza automaticamente o sinal do satélite, sem a necessidade de um técnico especializado no local
O Amazonas possui uma área territorial de mais de 1 milhão e meio de metros quadrados. Tendo este ‘porte’, sofre também com problemas que justificam o seu tamanho. Um deles é a dificuldade de locomoção entre os seus 62 municípios que, em sua maioria, só podem se interligar pelos rios, com viagens que chegam a mais de sete dias. Durante este percurso, os navegantes ficam isolados e sem uma das principais formas de entretenimento do mundo atual: a televisão.
Para resolver isso, pesquisadores amazonenses desenvolvem um protótipo de uma antena que capta, automaticamente, sinais de canais abertos e fechados podendo beneficiar moradores de comunidades ribeirinhas, principalmente os que utilizam as embarcações como meio de transporte. A novidade é que ela estabiliza automaticamente o sinal do satélite, sem a necessidade de um técnico especializado no local.
A antena é desenvolvida desde outubro de 2016 por pesquisadores do Manaus Instituto de Tecnologia (MIT). O coordenador de pesquisas do MIT, Marivan Gomes, ressalta que o principal objetivo do projeto desenvolvido no Instituto é o benefício social. “Como a Amazônia não é contemplada por cabo, devido a dimensão da região, o grande diferencial deste projeto é que ele vai atender principalmente os ribeirinhos que utilizam o barco em sua rotina diária para transporte”, destacou Gomes.
Projeto
O projeto também utiliza inteligência artificial, porque é apenas um posicionamento via servomecanismo que procura sempre a melhor qualidade do sinal. O desenvolvedor do projeto e acadêmico do Curso de Engenharia de Controle e Automação, Nilton Ferreira, lembra que foi feito um estudo para saber se possuíam a tecnologia necessária para o desenvolvimento do protótipo. A viabilidade do projeto pode fazer a diferença na vida da população.
“Nesse projeto nós utilizamos um setorizador para rastrear o transponder da antena. Esse equipamento mostra se o satélite está conectado ou não. Após essa confirmação, nós pegamos este sinal e colocamos diretamente num controlador, onde é feito o controle pelos atuadores”, disse Ferreira. O estudante destaca ainda a importância do desenvolvimento do protótipo ainda na Academia. “Eu apliquei o que aprendi na sala de aula
nas minhas atividades no MIT. Esse será o meu projeto de conclusão de curso”, completou Nilton Ferreira.

Fonte/Foto: jornalismo@portalamazonia.com/Divulgação


 

Blogroll

About